Vitaminas e minerais

Riboflavina: o que é, fontes, benefícios e deficiência

riboflavina

A riboflavina também é conhecida como vitamina B2 ela é amplamente encontrado em alimentos à base de plantas e animais, incluindo leite, carne, ovos, nozes, farinha enriquecida e vegetais verdes.

riboflavina
riboflavina

Além disso, a riboflavina está envolvida em muitos processos do corpo.

É necessário para o desenvolvimento adequado da pele, revestimento do trato digestivo, células sanguíneas e função cerebral.

As pessoas geralmente usam riboflavina para prevenir a deficiência de riboflavina, para enxaqueca e para altos níveis de homocisteína no sangue.

Além disso, ela também é usado para acne, cãibras musculares e muitas outras condições, mas não há boas evidências científicas para apoiar esses outros usos.

O que é riboflavina:

o que e riboflavina
o que e riboflavina

A riboflavina ou vitamina B2 é uma das 8 vitaminas do complexo B.

Todas as vitaminas do complexo B inclusive a riboflavina ajudam o corpo a converter alimentos em combustível, que é usado para produzir energia.

Além disso, a riboflavina também ajudam o corpo a metabolizar gorduras e proteínas.

Ela é necessária para o fígado, pele, cabelo e olhos saudáveis a riboflavina também ajuda o sistema nervoso a funcionar corretamente.

Ele é uma vitamina solúvel em água, o que significa que o corpo não as armazena.

Fontes de alimentos ricos em riboflavina:

alimentos ricos em riboflavina
alimentos ricos em riboflavina

As melhores fontes de alimentos ricos em riboflavina incluem:

– Levedura de cerveja;
– Amêndoas;
– Carne organica;
– Grãos integrais;
– Germe do trigo;
– Arroz selvagem;
– Cogumelos;
– Soja;
Leite;
– Iogurte;
– Ovos;
– Brócolis;
– Couves de Bruxelas;
– Espinafre;
– Farinhas e cereais são frequentemente fortificados com riboflavina.

Benefícios da riboflavina para saúde:

beneficios da riboflavina
beneficios da riboflavina

A riboflavina ajuda o corpo a quebrar carboidratos, proteínas e gorduras para produzir energia e permite que o oxigênio seja usado pelo corpo.

Além disso,  riboflavina também é usada para o desenvolvimento e função da pele, revestimento do trato digestivo, células sanguíneas e outros órgãos vitais.

A riboflavina funciona como antioxidante, combatendo partículas nocivas no corpo conhecidas como radicais livres.

No entanto, os radicais livres podem danificar as células e o DNA e podem contribuir para o processo de envelhecimento, bem como para o desenvolvimento de uma série de condições de saúde, como doenças cardíacas e câncer.

Além disso, os antioxidantes, como a riboflavina, podem combater os radicais livres e podem reduzir ou ajudar a prevenir alguns dos danos que causam.

A riboflavina também é necessária para ajudar o corpo a mudar a vitamina B6 e o ​​folato em formas que possam ser usadas.

Ela também é importante para o crescimento e produção de glóbulos vermelhos.

Outros benefícios incluem:

– Melhora a qualidade do metabolismo;
– Melhora a qualidade da saúde nervosa;
– Saúde do coração;
-Projete a regularidade das funções do coração;
– Aumenta a energia;
– Aumenta a circulação sanguínea;
– Promove o crescimento e desenvolvimento;
– Regula a atividade da tireoide.

Deficiência de riboflavina:

deficiencia de riboflavina
deficiencia de riboflavina

Os sinais e sintomas da deficiência de riboflavina incluem distúrbios da pele, hiperemia (excesso de sangue) e edema da boca e garganta, estomatite angular (lesões nos cantos da boca), queilose (lábios inchados e rachados), queda de cabelo, problemas reprodutivos, dor de garganta, coceira e vermelhidão.

Referencias:

  • https://www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-957/riboflavin
  • https://www.mountsinai.org/health-library/supplement/vitamin-b2-riboflavin
  • https://www.rxlist.com/riboflavin/supplements.htm
  • https://ods.od.nih.gov/factsheets/Riboflavin-HealthProfessional/#:~:text=The%20signs%20and%20symptoms%20of,sore%20throat%2C%20itchy%20and%20red

 

Atenção: O Dicas de Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde..

Deixe um comentário